.

"Quem dera se por um descuido, Deus te fizesse eterno..."

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

'...O tempo e minhas lembranças!...'




Eu olho pra um tempo não tão distante de hoje, e não consigo me reconhecer.
Não sei se eu mudei, se eu era quem eu sou hoje e não sabia, ou se tudo mudou tanto a minha volta que parece que o lugar é que está errado.
Eu olho pros meus amigos, antes tão presentes, e muitas vezes o silêncio com eles é constrangedor, como nunca deveria ser.
Eu me pego lendo coisas que escrevi, e tento saber quando foi que eu senti aquilo. E como era a sensação.
Perdi a minha habilidade de escrever. Não sei se pela falta de sensibilidade,ou pelo excesso.
Perdi a minha vontade de escrever, não sei se pela tristeza, ou pelo medo de acabar expondo coisas que eu não tenho certeza se sinto.
Eu me pego olhando fotos, de um tempo em que eu me sentia bonita, e acho que eu realmente envelheci de uns tempos pra cá.
Envelheci na cabeça, nas coisas que eu gosto, e no jeito de viver.
Não sei de quem eu gosto mais, se da nova, ou da velha pessoa. Pra ser bem sincera, eu nem sei se eu gosto de alguma delas.Eu sei que vai passar. Sempre passa.
E eu não vejo a hora de me olhar no espelho de novo, e saber quem é aquela pessoa que sorri ou chora pra mim o tempo todo.

Autoria: Minha grande e mais nova amiga de Salvador :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Photobucket Disse a flor para o pequeno príncipe: é preciso que eu suporte duas ou três larvas se quiser conhecer as borboletas. Antoine de Saint-Exupéry