.

"Quem dera se por um descuido, Deus te fizesse eterno..."

segunda-feira, 21 de março de 2011


Estou hoje num dos meus dias cinzentos, como diz nosso escritor; dia em que tudo é baço e pesado como a cinza, dia em que tudo tem a cor uniforme e nevoente dele, desse cinza em que eu às vezes sinto afundar o meu destino. Estou triste e vagamente parva, hoje, e, no entanto, estou na capital do Alentejo; aos meus ouvidos chega o ruído dos automóveis, o barulho cadenciado das patas dos cavalos de luxo, o pregão forte e sensual que é toda a alma de mulher do povo, e por cima disto tudo, a espalhar vida, luz, harmonia, sinto o sol, um sol de fogo, o sol do meu Alentejo sensual e forte como um árabe de vinte anos! Pois tudo me irrita! Que direito tem o sol para se rir hoje tanto? Donde vem o brilho que Deus pôs, como um dom do céu, nos olhos das costureirinhas que passam? Donde vem a névoa de mágoa que eu trago sempre nos meus?! Vê?... É o dia pesado, o dia em que eu sou infinitamente impertinente e má como uma velhota de oitenta anos.
Eu odeio os felizes, sabes? Odeio-os do fundo da minha alma, tenho por eles o desprezo e o horror que se tem por um réptil que dorme sossegadamente. Eu não sou feliz mas nem ao menos sei dizer porquê. Nasci num berço de rendas rodeada de afectos, cresci despreocupada e feliz, rindo de tudo, contente da vida que não conhecia, e de repente, amiga, ao alvorecer dos meus 16 anos, compreendi muita coisa que até ali não tinha compreendido e parece-me que desde esse instante cá dentro se fez noite.
Fizeram-se ruínas todas as minhas ilusões, e, como todos os corações verdadeiramente sinceros e meigos, despedaçou-se o meu para sempre. Podiam hoje sentar-me num trono, canonizar-me, dar-me tudo quanto na vida representa para todos a felicidade, que eu não me sentiria mais feliz do que sou hoje. Falta-me o meu castelo cheio de sol entrelaçado de madressilvas em flor; falta-me tudo o que eu tinha dantes e que eu nem sei dizer-te o que era... É a história da minha tristeza. História banal como quase toda a história dos tristes.
Florbela Espanca

28 comentários:

  1. "E quando aquietar tudo, é que o novo vai brotar."

    beijoos, bom dia ..

    ResponderExcluir
  2. Os dias de revolta nos fazem perceber o que muitas vezes tentamos esconder de nós mesmo....

    Lidooooooo, ameiiiiii

    ResponderExcluir
  3. Nos dias cinezentos vamos aguardando do sol e suas cores que virão a seguir...grande beijo de bom dia pra ti.

    ResponderExcluir
  4. Seria a chegada da estação cinza..
    vivemos certos outonos, certos invernos.

    teu blogue é lindo!

    ResponderExcluir
  5. Florbela tem como caracteristica a tristeza....

    Me identifico demais com seus versos qd estou nos meus dias sem cor....

    Meu carinho...e boa semana!


    Zil

    ResponderExcluir
  6. belíssimo texto' ^^.
    http://amandabaracho.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Florbela é demais.

    O engraçado é ler isto e não sentir mais o peso que já senti um dia. Meu dia está cinza tbm, mas é de saudade...



    Beijo grande querida!

    ResponderExcluir
  8. Hoje amanheceu mais nublado... mas depois abriu o maior sol!
    _Tati bernardi_


    Lindo esse seu bolg!!!!
    parabéns pelas postagens....

    beijo00

    ResponderExcluir
  9. HOJE O DIA ESTÁ CINZA, AMANHÃ PODERÁ NASCER UM BELO DIA AZUL MINHA QUERIDA!!! TUDO NESSA VIDA PASSA..
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  10. dias tristes existem para valorizarmos os nossos dias mais felizes!

    beijos em você!!

    Bia

    *amo dias cinzentos, com garôa!Amo!!

    ResponderExcluir
  11. Aqui:
    http://meninaapenas.blogspot.com/2011/03/memes_21.html
    tem Meme pra vc responder,
    beeijinhos.

    ResponderExcluir
  12. Florbela Espanca é FODA!

    Quanto aos dias cinzentos... Há tanta poesia, beleza e até mesmo tanta alegria neles...

    Beijo!

    ResponderExcluir
  13. Florbela é divino, e até coloquei isso no twitter hoje. "Não gosto de dias cinzas. Eles angustiam"


    shoow, abraço <3

    ResponderExcluir
  14. Oii \o
    Humn, o Milo adora dias cinzas, eu os acho pesados, por que me fazem refletir... Pensar sobre as coisas, e se não houvesse mais sol? E se nunca houvesse outros dias mais felizes? Desfrutamos de tudo que podíamos, e viveríamos felizes com nuvens sobre nossas cabeças?
    Se bem que, se você sabe ver as coisas de modo positivo sempre dá para fazer um dia cinza ser feliz: olhando um filme sobre os edredons na casa da sua amiga(o). ^^

    beijos!
    proxyHana.blospot

    ResponderExcluir
  15. isso passa... todos tem dias assim....

    espero que a alegria chegue logo... um beijo

    ResponderExcluir
  16. É a história verdadeira de um desepero que se fez vida... enquanto pôde!

    ResponderExcluir
  17. Ah que querida!!

    fiquei feliz qdo li seus comentários, mas qdo passei por aqui, fiquei radiante, de alguém com tão bom gosto, ser tão gentil com meu blog...

    Adorei tudo Hellen!!
    Já sigo tbm =]
    e estarei sempre por aqui!

    Bjos, menina flor.

    ResponderExcluir
  18. Odeio quando tenho dias assim......
    Que sua semana seja de muito sol.
    Beijos amiga.

    ResponderExcluir
  19. ah! brigadão!
    vc mesma que escreve esses textos?
    queria poder escrever assim tbm!
    é um dom de Deus! adoro!
    passa la de novo? POstei sobre a profissão: VETERINARIO! ;D
    bjinhus :*

    ResponderExcluir
  20. Nossa, que triste alguém não ser feliz!
    E ainda odiar pessoas felizes!
    Não sei o que é isso!.
    Beijos fofa

    ResponderExcluir
  21. eu sei como é isso...
    Eu não sou tão feliz ://
    Só que gosto de ver algumas pessoas Felizes ...
    Beijos flor.

    ResponderExcluir
  22. Oi amiga...quantas e quantas vezes me deparei com esses dias cinzas...me encontro neles e luto pra colori-los...tarefa trabalhosa essa...

    MAs, saiba que em meio essas cinzas consegues transmitir cores...meus dias ficam coloridos quando aparece no meu cantinho....
    Bjks

    ResponderExcluir
  23. Olá e ai como vai?
    Adoro textos assim...com melancolia,trsiteza mas com o sentimento no escritor nele sabe?

    Adorei o post.
    Beijos e uma excelente semana

    ResponderExcluir
  24. Entre preto e branco nunca cinza!
    Os tristes procuram sempre mais razões para
    permanecerem assim...oo~~o povo pra gostar
    de ser infeliz! rsrs

    Bjaum flor.*.*.

    ResponderExcluir
  25. Nossa, esse texto se encaixou bem ao meu momento.
    Cinza quase preto! :(

    Ainda bem que as coisas mudam, o tempo abre, e volta
    a colorir novamente, assim espero! (yn)

    Flor, tenha uma linda semana!
    Bjs & abraços!

    ResponderExcluir
  26. texto muito denso!Tem a ver com muitos de meus dias que já vivi e ainda vivo. Tem dias que nem cinza é...eu nao vejo nem cor. Normal !

    grande bj Hellen

    ResponderExcluir
  27. Um dia cheio de carinho e muita paz pra ti minha querida amiga,,,beijos e beijos.

    ResponderExcluir

Photobucket Disse a flor para o pequeno príncipe: é preciso que eu suporte duas ou três larvas se quiser conhecer as borboletas. Antoine de Saint-Exupéry