.

"Quem dera se por um descuido, Deus te fizesse eterno..."

quarta-feira, 13 de abril de 2011


Lamentavelmente,para meu pai eu representava a ùltima de muitas decepçôes e,como consequência,passei a infância inteira tentando conquistar sua afeiçâo.Perdendo as esperanças de ter seu amor,eu queria qualquer tipo de atençâo,mesmo que fosse em forma de puniçâo por travessuras cometidas.Achava que se meu pai olhasse mais para mim,ele veria minhas qualidades e viria a gostar de mim,assim como gostava de Ali.No final das contas,minha rebeldia fez com que ele passasse da indiferença para a antipatia por mim.....eu tinha a fama de ser a criança problema da familia,a filha que mais esgotava a paciencia dos pais.Voluntariosa e impertinente ,eu fazia miséria.

Trecho do livro "Princesa-a história real da vida das mulheres àrabes por trás de seus negros véus.

Ps: Como Prometido em agradecimento aos 200 seguidores em que aqui chegou,dedico o selinho a todos os meus seguidores que se encontra nesse link:
http://evidentesselinhosemimos.blogspot.com/2011/04/selo-do-evidentes-pensamentos-para.html Demorei para fazer pois a criatividade estava em falta,mas está ai para quem gostar e quiser levar ;)

19 comentários:

  1. Um dos maiores privilégios que tenho na vida,
    é ser uma grande amiga dessa pessoa iluminada.

    Ela é uma das melhores pessoas que cruzaram minha história.
    Para os que não a conhecem,
    vou dizer que ela é amiga,
    generosa,
    meiga,
    alegre,
    caridosa,
    encantadora,
    admirável,
    enfim poderia ficar dias e dias tecendo elogios a ela,

    mas resumindo vou dizer que a ADORO,
    e que ela é um desses anjos que Deus
    coloca na terra para alegrar os caminhos
    dos que têm o privilégio do seu convívio,

    Assim como eu...

    MORDIDINHAS DA GIZA

    ResponderExcluir
  2. A indiferença magoa sempre muito mais!

    ResponderExcluir
  3. Essa vida é complicada, se vc não faz nada ninguém te percebe, se faz vc é criticada.... Muito difícil.

    ResponderExcluir
  4. oh, que querida!
    sim, claro.
    quando eu tiver tempo eu publico os selinhos todos.

    ResponderExcluir
  5. Hellen, fofa, tem alguns selos para você em meu blog :D
    bjoo.

    ResponderExcluir
  6. As vezes a gente tenta se fazer enxergar de uma forma "toda errada" e não percebemos que na maioria das vezes não são os outros que não nos enxergam, somos nós mesmos...


    Beijos

    Ani

    ResponderExcluir
  7. Que triste esse trecho... indiferença e intolerância nunca é bom...mas qdo vem da família deve ser mais doído..


    Mas falando de coisa muito boa...sabe que é a primeira vez que entro no seu blog com a caixinha de som ligada... e eis que ouço Carla Bruni, que amo de paixão!!!
    te admiro cada vez mais pelos teus gostos... és doce, terna, atenciosa com amigos que conquistou...
    Sua sensibilidade encanta, bonita!

    ResponderExcluir
  8. Bela citação, nos remete a reflexões sobre nossas emoções e o que guardamos ao londo da vida...agradeço seu carinho e comentários, seu blog tb é muito bom de se ler e sentir! :)

    ResponderExcluir
  9. A indiferença é pior recurso de meu arsenal. Para eu ser completamente indiferente a algo ou alguém, das duas uma, ou a pessoa me traiu de forma irremediavel ou então essa pessoa é mais um monstro do que um ser humano. Realmente a indiferença de um pai ou de uma mãe doí mto em qualquer coração, principalmente q as crianças sempre necessitam das figuras paterna e materna, não apenas do sustento q eles podem conceber. Um pouco de krinho não faz mal a ninguém. Fico imaginando o quão fragilizado(a) uma pessoa fica nessa situação.

    ResponderExcluir
  10. Oi,Hellen!Td bem?Sabe uqe lendo esse trecho lembrou-me o livro A caricia essencial do Schyniashiki não sei se é assim que se escreve,mas ele fala disso do que os filhos fazem para chamar a atenção dos pais e nem assim os pais conseguem dar a devida atenção e carinho aos filhos...
    Beijoss

    ResponderExcluir
  11. Pais só deviam amar seus filhos...
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  12. Profundo texto, moça linda.
    Fico aqui pensando, que triste deve ser ter e não ter.
    Hellen meu anjo, obrigada pelo carinho.
    Te deixo um beijo.

    Fernanda

    ResponderExcluir
  13. Flor, como vc esta?
    Esta sumida hein?
    Apesar que eu tbm, rsrs...
    Saudades de ti, tem uns selos e meme lá no blog, os que não tiver pode pegar e responder tbm, ok?
    Ótima semana..
    Deus abençoe...
    Bjoo..♥

    ResponderExcluir
  14. Oi, obrigada querida amiga.
    Seja bem-vinda ao meu blog.
    Que bom que viu os vídeos da menina limão.
    Sempre que possível passo aqui para deixar um bjs e conferir as novidades.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Acho que nada doi mais do que a indiferença de quem a gente ama... triste. Beijos

    ResponderExcluir
  16. É dificil a gente ter qeu se fazer enxergar dessa forma,,,tudo seria tão mais facil se fosse natural...grande beijo de bom dia pra ti querida...

    ResponderExcluir
  17. Tudo sempre lindo por aqui ...

    huuum'

    Ps: Levei o selinho pra colocar na minha página de selinhos recebidos'
    uhuu, 200 seguidores.
    Parabéns.
    Beijos'

    ResponderExcluir
  18. Pois é, querida, a indiferença fere mais do que qualquer palavra...

    Vou levar o selinho. Obrigada querida! Bjs! Déia

    ResponderExcluir

Photobucket Disse a flor para o pequeno príncipe: é preciso que eu suporte duas ou três larvas se quiser conhecer as borboletas. Antoine de Saint-Exupéry