.

"Quem dera se por um descuido, Deus te fizesse eterno..."

segunda-feira, 18 de março de 2013

Enquanto o sono não vem...





Pessoas indo e vindo, tarefas a cumprir, fazer, falar, trabalhar, estudar, comprar, vender, pensar, comer, beber, fazer escolhas... Dia após dia nos encontramos nesta correria que nos rouba de nós mesmos. Tudo parece ser tão importante, necessário e impossível de se adiar, que passamos a dar menos importância a nós mesmos, às coisas de Deus e às pessoas que nos amam. Adiamos sonhos e sentimentos inadiáveis. E assim vivemos dia após dia, deixando que o tempo roube nossas esperanças, nossos sonhos e aquilo que temos de valioso.
Alguns diriam que por um stress acumulado, ou por pura insônia há noites que o sono parece não chegar. Talvez por uma questão de fé que não tem e não deve ter nenhuma explicação, eu creio que há momentos em que por pura intenção de Deus o sono não vem, e o que Ele deseja é fazer desta hora o tempo mais precioso após um dia longo em que não encontramos tempo em meio ao tempo.
É normal que pensando no longo dia de amanhã lutemos para que o sono chegue logo. Mas nem sempre ele chega rápido. Parece que Deus insiste que encontremos um tempo para nós, mas como disse o poeta Érico Veríssimo "a gente foge da solidão quando tem medo dos próprios pensamentos."
Estar ali, perdido em nossos próprios pensamentos, mentindo para nós mesmos é uma condição desagradável e principalmente assustadora para quem com frequência insiste em negar o próprio erro.
Não dá pra fugir da pergunta: Qual o significado da vida? Por que estamos aqui? Vale a pena toda essa fadiga na qual nos relutamos em nosso dia-a-dia?
Madame Stael, uma escritora francesa certa vez escreveu: "A consciência é uma pequena lanterna que a solidão acende à noite."
Não dá mais pra dizer que o erro não é nosso. Quando esta lanterna se acende, parece que adentramos o labirinto de nossos pensamentos, nos perdendo não só naquilo que fizemos, mas no que poderíamos ter feito, nas pessoas que deveríamos ter amado mais, respeitado mais, nas vezes que poderíamos ter nos calado ou que deveríamos ter falado, nas vezes que deixamos Deus de lado achando que éramos  "deuses" de nossas próprias vidas. E é nesta hora que sentimos a necessidade de uma satisfação mais profunda. Podemos tentar atender aos nossos anseios por conta própria nessa luta do tempo contra o tempo, ou podemos solucioná-los verdadeiramente junto a Deus. Fazermos a experiência desta canção: "E grito preciso de Você! Não tenho pra onde correr".
Não fique à espera de um encontro esporádico com Deus não próxima noite, levo-o em conta na sua vida diária, e encontre Nele a força e a serenidade de viver a vida.
(Autor desconhecido)

Encontrei esse texto na internet há muito tempo atrás,e revirando meus arquivos no pc o vi e quis compartilhar!

7 comentários:

  1. Oi linda, que bom chegar aqui e te ler.Estava com muitas saudades.
    Lindo texto!

    Beijão querida!

    ResponderExcluir
  2. lindo e perfeito texto
    feliz dia do blogueiro
    lindo dia bjs

    ResponderExcluir
  3. E a gente sempre espera que algo de grande aconteça na nossa vida! A correria do mundo pode nos fazer esvaziar nossos sonhos e desejos. Talvez, seja preciso retomá-los todos os dias, empenhando na busca por eles, reservando um tempo para nós mesmos. ;]
    Gostei do texto!
    :)

    ResponderExcluir
  4. Olá Hellen, e que tudo esteja bem contigo!

    O homem se acostumou a pensar que ser moderno é sempre manter a aparência que a hipócrita sociedade elegeu. Confunde a evolução tecnológica com as transformações a que nos impomos, e tudo em nome do famigerado e especulador progresso. Assim cabe uma pergunta que ainda não calaram, vale a pena?

    Mas passar por cá sempre vale a pena, pois os escritos postados cá são sempre de intensa reflexão, parabéns pelas postagens, obrigado por compartilhar, pela amizade e visitas e ainda agradecido eu desejo que teu viver seja sempre de intensa felicidade, boas páscoa, abraços e, até mais!

    ResponderExcluir
  5. Belíssimo texto! Valeu por compartilhar com algo magnífico... Quando der, passe em meu cantinho: Lectando-me!

    ResponderExcluir

Photobucket Disse a flor para o pequeno príncipe: é preciso que eu suporte duas ou três larvas se quiser conhecer as borboletas. Antoine de Saint-Exupéry